14/06/2021 às 20h42min - Atualizada em 14/06/2021 às 20h42min
Manifestações da covid-19 mudaram; veja os 3 principais sintomas


Cientistas do King’s College London, que dirigem um projeto de vigilância do coronavírus, afirmam que a covid-19 está “agindo de maneira diferente agora”. Antes, febre, tosse contínua e perda de olfato e paladar eram os sinais mais reveladores de contaminação por coronavírus, mas agora, os sintomas mais relatados têm sido outros.

 

De acordo com o estudo, as pessoas contaminadas têm se queixado mais frequentemente de sintomas de um resfriado leve, como  dor de cabeça, dor de garganta e coriza. Nenhuma dessas manifestações, no entanto, está na lista oficial de sintomas do coronavírus do NHS, Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido.

Os cientistas acreditam que a variante Delta, que se originou na Índia e vem se espalhando rapidamente desde o início de maio, pode estar por trás da mudança nos sintomas.

Outra hipótese é o fato de pessoas mais jovens serem infectadas e serem mais propensas a sofrer apenas de um quadro leve.

O principal autor do estudo, o professor Tim Spector, disse que as pessoas deveriam fazer o teste se acharem que estão resfriadas. Na opinião dele, isso ajudaria a conter qualquer possível disseminação da covid-19.

Doença rastreada

Esse mapeamento de sintomas está sendo feito desde março do ano passado, por meio de um aplicativo chamado ZOE. É o maior estudo de rastreamento de sintomas do Reino Unido.

Os dados analisados ??pelo aplicativo mostraram que a tosse era o sintoma mais comum no início da pandemia, com 46% dos pacientes infectados apresentando essa queixa.

Mas agora foi superado por uma dor de cabeça (66%), dor de garganta (53%), coriza (49%) e febre (42%) em pessoas com menos de 40 anos. Pessoas acima dos 40 mostraram resultados semelhantes.

” Todos esses não são os velhos sintomas clássicos, o número cinco é a tosse, então é mais raro e nem vemos mais a perda do olfato entrando no top 10″, disse o professor Spector ao jornal Telegraph.

Veja também: Sinais na pele podem aparecer em até 4 semanas após início da covid-19

Veja também: Lesões na ponta dos dedos podem ser uma manifestação de covid-19

Veja também: Saiba mais sobre a variante indiana que causa preocupação no mundo

 

Catraca Livre

NOTÍCIAS RELACIONADA
Intervalo maior entre doses de vacina da Pfizer aumenta níveis de anticorpos, aponta...
Fiocruz: cai média de idade de mortes e de casos de...
Homem tem paralisia facial rara após vacina contra...
Vacina da gripe reduz efeitos graves da covid-19, indica...
GALERIAS
CLASSIFICADOS