30/06/2021 às 20h23min - Atualizada em 30/06/2021 às 20h23min
Por tentativa de furto de oito balas e um biscoito, homem é condenado a oito meses


Um homem foi condenado a oito meses de reclusão, em regime semiaberto, pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais por tentativa de furto qualificado de oito balas e um biscoito. A Defensoria Pública do estado vai recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

 

Os doces, avaliados em R$1,79, foram devolvidos ao dono do estabelecimento. O episódio ocorreu em janeiro de 2019.

A defensoria busca que seja aplicado o princípio da insignificância –usado em casos de pequenos furtos de alimentos ou produtos de limpeza e gêneros de valor irrisório.

O custo desse processo é maior do que o crime praticado. Além disso, existirem punições alternativas para infração de menor potencial ofensivo.

Em outro caso, também em Minas Gerais, um homem acusado de furtar dois steaks de frango, (R$ 2 cada) foi trancado devido ao princípio da insignificância.

 

NOTÍCIAS RELACIONADA
Ganhador da Mega-Sena é preso por não pagar...
Justiça absolve pedreiros riachenses acusados de roubo após reconhecimento...
STF anula decisões que obrigam universidades a dar desconto devido à...
MP quer prisão de dois homens por furto de alimento vencido em lixo de...
GALERIAS
CLASSIFICADOS