06/02/2020 às 05h22min - Atualizada em 06/02/2020 às 05h22min
Arrecadação dos cartórios baianos em 2019 ultrapassou R$ 400 milhões


Os cartórios baianos arrecadaram em 2019 um montante total de R$ 486,3 milhões, o que representa uma média de R$ 211,1 mil para cada uma das 2.304 unidades espalhadas pelo estado. O valor, segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), é a melhor média acumulada desde 2013 e segue a tendência nacional. 

 

O valor arrecadado é resultado dos diversos serviços oferecidos pelas modalidades Civil, de Notas, de registro de Imóveis, de Registros de Títulos e Documentos, de Protestos de Títulos, de Registro Civil de pessoas Jurídicas e de Distribuição. As unidades oferecem uma variedade de mais de 25 serviços, entre elas registros de nascimento, casamento e certidão de óbitos, reconhecimento de firma, inventários, minutas de compra e venda, hipotecas e outros. 

 

BRASIL

No Brasil, o total arrecadado foi de R$ 15,9 bilhões em 2019, um aumento de receita de 44,5% desde 2013. A crescente dos cartórios permaneceram mesmo nos anos de recessão da economia brasileira, entre os anos de 2015 e 2017.

 

Na média nacional, Alagoas foi o estado com pior margem de crescimento, com média de R$ 149 mil. Já o Distrito Federal contabilizou o maior crescimento de receitas, uma média de R$ 3,5 milhões em 2019.

 

por Mari Leal - Bahia Notícias

 

 

 
NOTÍCIAS RELACIONADA
Procuradoria Eleitoral dá parecer a favor de ação de cancelamento do registro do...
TJ-RS proíbe corte de serviços de telecomunicações em todo o...
Justiça impede Embasa de suspender fornecimento de água por 90...
Justiça libera mais de 800 presos de penitenciárias baianas por causa do...
GALERIAS
CLASSIFICADOS