18/01/2022 às 21h24min - Atualizada em 18/01/2022 às 21h32min
Olimpíada de matemática: estudantes de escola municipal de Guanambi ganharam medalhas de ouro, prata e bronze


A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) divulgou nesta terça-feira (18) a lista de premiados da sua 16ª edição. Ao todo, foram inscritos 17,8 milhões de estudantes do 6º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio de 53.374 escolas, incluindo instituições públicas e particulares. A relação dos premiados pode ser conferida aqui.

http://premiacao.obmep.org.br/16aobmep/verMenuAlunosPremiados-BA.htm

Serão distribuídas 575 medalhas de ouro, 1.725 de prata, 5.175 de bronze e 51.900 certificados de menção honrosa. Também foram premiados professores, escolas e secretarias municipais de Educação que se destacaram em virtude do desempenho dos alunos. As cerimônias de premiação da 16ª OBMEP serão realizadas em data ainda a ser definida.

Entre os premiados estão estudantes de escolas públicas de Caetité e Guanambi:

 

Lucas Antunes Soares - Colégio Municipal José Neves Teixeira - Guanambi - Medalha de Ouro

Anne Caroline F. Patez dos Santos - Colégio Municipal José Neves Teixeira - Guanambi - Medalha de Prata

Livia Ysnaia Fernandes Rocha Pina - Colégio Municipal José Neves Teixeira - Guanambi - Medalha de Bronze

 

Esta edição da olimpíada teve a participação de 5.561 municípios, o que representa 99,84% do total de cidades do país, um número recorde na história da premiação. 

Os alunos premiados são convidados a participar do Programa de Iniciação Científica Jr. (PIC) como incentivo e promoção do desenvolvimento acadêmico. Os participantes recebem uma bolsa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e têm acesso a encontros semanais para aprofundar o conhecimento matemático. 

Os medalhistas que se matricularem em curso de graduação também podem participar do processo de seleção para o Programa de Iniciação Científica e Mestrado (PICME). Os candidatos selecionados podem realizar estudos avançados em matemática simultaneamente com sua graduação em qualquer área e recebem uma bolsa de iniciação científica do CNPq.

A OBMEP foi criada pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa) em 2005 e é realizada com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), com recursos dos ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e da Educação (MEC).

 

Por Alana Gandra – Repórter da Agência Brasil 

NOTÍCIAS RELACIONADA
Guanambi registra 12 casos de Covid 19 nas últimas 24 horas...
Rua Otávio Mangabeira passa a ter sentido único em...
2ª Vara Cível da Comarca de Guanambi celebra os resultados obtidos após o retorno do trabalho...
Professor do IF Baiano proferiu conferência magistral no maior congresso sobre bananicultura do mundo...
GALERIAS
CLASSIFICADOS