07/10/2020 às 06h17min - Atualizada em 07/10/2020 às 06h17min
Jitaúna é única cidade da Bahia com mais mulheres que homens concorrendo à Câmara


itaúna, no território de identidade Médio Rio de Contas, é a cidade baiana com o maior percentual de mulheres concorrendo a uma cadeira no Legislativo municipal. Das 32 candidaturas registradas no município, 17 são femininas, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O número equivale a 53%. 


A Câmara Municipal de Jitaúna compreende nove vereadores. Em 2016, apenas duas mulheres foram eleitas – Jeane Rocha e Professora Rubia. A cidade, conforme o último Censo do IBGE (2010), possui 14.115 habitantes. Quanto ao perfil do eleitorado, o total de votantes é de 11.107, sendo 51,26% do sexo feminino. 


No quesito raça, os registros de candidaturas no município segue a tendência no estado da Bahia, que é de aumento de candidaturas negras. Dos 17 registros, 11 de autodeclararam preta ou parda e 6 se reconhecem como mulheres brancas (reveja). 


Já a corrida pela chefia do Executivo em Jitaúna conta com duas chapas, uma exclusivamente feminina e outra exclusivamente masculina.  


Como levantado pelo Bahia Notícias, de acordo com dados do  TSE, em 20 anos, o número de mulheres candidatas – Legislativo e Executivo – praticamente triplicou, saltando de 4.888 candidatas no ano 2000 para 13.282 em 2020 (reveja).

 

 

Na contramão de Jitaúna, as cidades de Serra Dourada, no oeste baiano, e Licínio de Almeida, localizada na região sudoeste do estado, possuem os menores percentuais de candidaturas femininas, abaixo de 30%. 


Em Serra Dourada, das 34 candidaturas registradas, apenas 10 são femininas, o que representa 29%. Em Licínio de Almeida, o percentual reduz ainda mais, caindo para 27%, sendo 9 candidatas de um total de 33. 

 

PARTICIPAÇÃO FEMININA 

As cotas para candidaturas femininas no Brasil vigoram desde as eleições de 1996, quando era prevista a reserva de 20% das vagas nas coligações. Em 1997, a aprovação da Lei 9.504 elevou o percentual de reserva para 30% de cotas de gênero. A determinação, no entanto, não é observada tendo como base a condição dos municípios, mas um cálculo geral em que as siglas partidárias são obrigadas a preencher o percentual mínimo. 

 

CURIOSIDADE 

Outro aspecto que chama atenção no município de Licínio de Almeida é o fato de a corrida pelo comando do Executivo ter apenas um candidato. O atual gestor, Dr. Fred, do PCdoB, é candidato a reeleição e necessita de apenas um voto para garantir a manutenção da gestão municipal (reveja). 


A cidade também foi destaque no mês de setembro entre os municípios baianos com os melhores desempenhos no indicador de qualidade educacional na 4ªsérie/5º ano e 8ªsérie/9º ano (reveja). 

 

 

por Jade Coelho / Mari Leal - Bahia Notícias

NOTÍCIAS RELACIONADA
Senado aprova nova ampliação da atuação da...
Câmara aprova MP que destina R$ 1,995 bi para compra de...
"Possibilidade grande", diz Neto sobre ser candidato ao governo baiano em...
Senado aprova verba de R$ 62 bi da Lei Kandir a estados e...
GALERIAS
CLASSIFICADOS