24/02/2020 às 19h29min - Atualizada em 24/02/2020 às 19h29min
Estudantes baianos desenvolvem protótipo capaz de transformar água salobra em potável


Um grupo de estudantes de Campo Formoso, cidade do norte da Bahia, desenvolveu um um protótipo capaz de transformar a água salobra, consumida em muitas comunidades carentes, em água potável. A tecnologia foi baseada em um projeto de baixo custo e utiliza o princípio da evaporação para consegui o feito.

A criação é de Davi Fernandes, Diogo de Andrade, Gian Silva e Samuel da Silva, com ajuda da professora Keiliane de Oliveira. Eles são do Colégio Estadual Quilombola de São Tomé. Segundo o grupo, a ideia surgiu a partir da realidade local, principalmente nos bebedouros da escola, onde água é salobra.

Na prática, o dessalinizador solar, desenvolvido pelos baianos, absorve a radiação solar e, depois, transfere energia para a água por condução térmica, levando à evaporação para que a água possa ser consumida.

Além disso, não é necessário o uso de eletricidade e a tecnologia é livre de produtos químicos, utilizando matérias de baixo custo como canos de PVC e vasilhas plásticas.

No momento, o projeto está em em fase de ampliação. A ideia, no entanto, é aumentar a produção para que as comunidades que enfrentam período de muita seca consumam a água potável.

Por G1 BA

NOTÍCIAS RELACIONADA
Postos SAC do interior da Bahia passam a emitir Carteira de Trabalho...
Coronavírus: denúncias de violência doméstica aumentam e expõem impacto social da...
Embasa estuda suspender cobrança de contas de água para famílias de baixa...
Coelba amplia serviços digitais e suspende corte de energia de clientes residenciais por 90...
GALERIAS
CLASSIFICADOS