14/04/2017 às 06h35min - Atualizada em 14/04/2017 às 06h35min

Vídeo: delator da Odebrecht esmiúça doação à campanha de Rui Costa em 2014

Bocão News
- Aparecido Silva

 

O ex-executivo da Odebrecht, André Vital, explicou, em sua delação premiada no âmbito da Lava Jato, como a companhia injetou recursos na campanha do governador Rui Costa (PT) em 2014. Ele contou que a doação ficou acertada após o governo decidir pagar uma dívida que a Companhia de Engenharia e Recursos Hídricos da Bahia (Cerb) tinha com o grupo Odebrecht.

A dívida da Cerb com a companhia ficou acertada em 290 milhões, que o governo pagaria ao longo de oito anos. "Recebemos R$ 35 (milhões) em 2014, 35 (milhões) no começo de 2015 e a partir de julho iam ser 80 parcelas de R$ 2,750 milhões, o que está em curso", disse Vital.

Após a pendência ser destravada, ficou acordado que a empreiteira doaria R$ 5 milhões para a campanha do então candidato apoiado pelo governador Jaques Wagner. "Em junho, acertou liberar R$ 5 milhões para a campanha do governador do PT em 2014. [Bendicto Júnior, ex-executivo] ficou de ver qual seria a forma que iria operacionalizar. [...] Júnior depois me retornou dizendo que tinha sido feito via Grupo Petrópolis. Eu pesquisei nas doações de campanha do Grupo Petrópolis, realmente identifiquei um pagamento de R$ 3,5 milhões feito no dia 3/10, dos quais R$ 3,225 milhões foram repassados ao diretório estadual do PT na Bahia", detalhou.

"Havia sido pedido 10 (milhões de reais) para a campanha de 2014 e nós só liberamos efetivamente R$ 5 milhões", frisou o ex-executivo.

Assista ao depoimento de André Vital falando sobre as tratativas com o governo Wagner que culminaram na doação para Rui Costa:

Postado originalmente às 7h39 

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

teste2

66.7%
33.3%